Exemplo! Italianas fazem refeições para sem tetos de Nálopes



Pensando no próximo a italiana Flavia juntamente com suas filhas Angela e Alessadra de 8 e 9 anos estão preparando refeições para os mais necessitados.

A moradora de Nápoles contou: ''Pela primeira vez na rua pediram-me comida e não dinheiro. Então agora eu cozinho para eles. ''. 

Percebeu que o fato aconteceu devido ao bloqueio temporário no comércio (para controle da pandemia), como restaurantes que antes que forneciam comidas aos moradores de rua.

Flavia acrescentou: "Quando disse às meninas que iríamos cozinhar para quem mora na rua e não tem casa ficaram muito felizes. Elas estão acostumados a colaborar com experiências de acampamento, para as refeições colocam as porções nas bandejas e desenham sorrisos em cada embalagem a ser entregue. Eles se divertiram fazendo algo pelos outros, algo diferente ".

A ação da família foi contagiosa pois inspirou a outros moradores da região a fazer o mesmo, um gesto simples que esta ajudando a quem mais precisa num momento como esse.